André and Annick, a French couple from Seine-et-Marnais, arrived in Madeira on 7 October and have been confined to a hotel room since that day, after having tested positive for covid-19 on arrival in the Region.

Fifteen days after arrival, they tested positive again. Unable to visit the island for obvious reasons, the couple has been confined to an 18 square meter hotel room for almost a month.

Speaking to the BFM channel, the couple complains about the conditions in which they are living, alleging communication failures and lack of hygiene conditions where they are staying, since “in four weeks, there was no cleaning service” in the room, says the tourist .

Pending the next test, scheduled for November 5, the two individuals from Seine-et-Marnais are concerned about their return to France, fearing the lack of flights and even an eventual closure of the airport with the worsening of the pandemic situation.


André e Annick, um casal francês de Seine-et-Marnais, chegaram à Madeira no passado dia 7 de outubro e estão confinados num quarto de hotel desde esse dia, após terem testado positivo à covid-19 na chegada à Região.

Quinze dias após a chegada, voltaram a testar positivo. Sem conseguir visitar a ilha por razões óbvias, o casal está confinado a um quarto de hotel com 18 metros quadrados há quase um mês.

Em declarações ao canal BFM, o casal reclama das condições em que estão a viver alegando falhas de comunicação e falta de condições de higiene onde estão hospedados, uma vez que “em quatro semanas, não houve serviço de limpeza” no quarto, afirma o turista.

Enquanto aguardam o próximo teste, marcado para 5 de novembro, os dois indivíduos de Seine-et-Marnais estão preocupados com o regresso a França, temendo a falta de voos e até um eventual encerramento do aeroporto com o agravamento da situação pandémica.